ITAN

Itan é uma palavra nagô que significa história...

"[...] um itan pode ser uma história séria ou engraçada. Pode aparecer gente, bicho, planta e até seres encantados, mas é sempre uma maneira suave de ensinar e aprender. Termina sempre com uma lição de vida, um ensinamento”                                                                                                  (PÓVOAS, 2004, p. 6).

A CASA DE ARIUÔ

A MUDANÇA E O CORAÇÃO

O DESEJO DE GADAMU

Sobre o autor..

Ruy do Carmo Póvoas (1943), ilheense, fixado em Itabuna, licenciado em Letras (FAFI) e Mestre em Letras Vernáculas (UFRJ). Em Itabuna, fundou o Ilê Axé Ijexá, terreiro de candomblé de origem nagô, de nação Ijexá, no qual exerce a função de babalorixá.

Sua produção escrita abrange o verso e a prosa. Tem publicado: Vocabulário da paixão, A linguagem do candomblé, Itan dos mais-velhos, Itan de boca a ouvido, A fala do santo, VersoREverso, Da porteira para fora, A memória do feminino no candomblé, Mejigã e o contexto da escravidão, Fazenda de contos, A viagem de Orixalá, Novos dizeres, Representações do escondido e Matéria acidentada.

Fundador do Núcleo de Estudos Afro-Baianos Regionais ─ Kàwé, da Universidade Estadual de Santa Cruz, e seu coordenador durante dezesseis anos, sendo editor do Jornal Tàkàdá, Caderno Kàwé e da Revista Kàwé. Ocupa a cadeira 18 da Academia de Letras de Ilhéus e é membro fundador da Academia de Letras de Itabuna.

e-mail: ajalah@uol.com.br