Contando uma nova história...

Olá, turminha! O meu nome é Lainí e sou uma contadora de histórias africanas. Hoje eu estou aqui para contar a vocês um assunto muito bacana e que diz respeito a identidade.

O que é ter identidade em um mundo repleto de diferenças? O que é ser diferente, defender o jeito de ser e de pensar de cada um, em um mundo coberto de diversidades?

Foi pensando nessas perguntas que a professora Larissa resolveu visitar duas turmas do 4º ano (4º ano A e 4º ano B) da Escola Maria da Conceição Santiago Imbassahy.

Lá, ela conheceu essas duas turmas muito bacanas e aprendeu com cada uma delas a importância diária de se trabalhar a história e a cultura afro-brasileira. A professora Gracileide foi muito importante neste processo, participando das atividades e valorizando cada vez mais cada aluno e aluna das duas turmas.

Os encontros aconteceram nas segundas-feiras em sala de aula. Durante o processo, os alunos conheceram a diferença entre contos e itan. Aprenderam que as histórias africanas de tradição oral nascem da oralidade que é compartilhada de geração a geração, como aconteceu com o conto “Como a Sabedoria se Espalhou pelo Mundo”.

Os alunos conheceram histórias que envolveram pessoas, mitologias africanas, objetos e também animais. Conheceram um pouco da literatura banto e iorubá!

E por falar em nagô....eles conheceram um pouco das características de alguns deuses africanos e a importância dos mesmos à proteção da vida na terra, considerando suas ligações com cada canto da natureza.

Assim..eles aprenderam um pouco sobre:

- Oxalá: o pai de todos os orixás.  Veste branco. Sua arma é o oparoxô. Epa Babá!!

- Iemanjá: a rainha do mar..mãe dos orixás..que com o branco e o azul claro se veste, juntamente com o seu espelho (o abebê)..trazendo harmonia e calmaria para todos os que buscam no mar um pedido de proteção e cuidado de mãe. Afinal, ela é a Deusa da maternidade. Odoiá, rainha do mar!

Ogum: orixá guerreiro. Deus da guerra. Durante a batalha é ele que abre os nossos caminhos. Sua marca é o azul-real, juntamente com a sua coragem e a sua arma: uma faca/espada (o obé). Ogunhê!!!!!

- Oxóssi: Orixá da caça e da abundância. Caçador que vive nas matas..ele é o rei das matas! Com uma única flecha ele foi o único que enfrentou e venceu o pássaro tenebroso. Veste verde e azul. Usa o ofá(arco e flecha) e uma vassoura (eruquerê). Se apaixonou por Oxum e com ela teve um filho: Logun Edé. Oquê aro, Oxóssi!!!!!!!!!!!!!

- Ibejis: orixás da infância. Gêmeos. Adoram doces, brincadeiras, brinquedos e principalmente crianças. São os maiores protetores das crianças. Ebé Ibeji oró!!!!

- Logun Edé: orixá que possui o espírito caçador do pai Oxóssi e a doçura da mamãe Oxum .Por isso ele é o príncipe: Deus da caça e também da pesca. Suas cores são azul turquesa e amarelo. Seu símbolo é um cavalo marinho. Carrega com ele o obé(espelho) e o ofá(arco e flecha), como herança de seus pais. Ora habita nas matas, ora alcança as águas doces. Lôssi aro, logun!

- Oxum: vaidosa, doce, mãe, protetora. Deusa do amor, do ouro, da riqueza e da fertilidade. Habita as águas correntes..desde os lagos e os rios até alcançar o mar salgado de Iemanjá. Afinal, dentro do mar tem água de rio! Com toda a sua vaidade, carrega amor dentro do peito. Veste amarelo e dourado e carrega o seu obé(espelho). Ora iêiê ô, mamãe Oxum!

- Xangô: orixá da justiça e do trovão. Luta bravamente contra tudo e contra todos que trazem injustiças para o mundo. Carrega com ele um machado de duas lâminas, o oxé. Veste vermelho e branco. Caô cabiessi!

Iansã: Oiá. Orixá dona dos raios, dos trovões e das tempestades. Destemida. Pronta para enfrentar qualquer batalha. Suas cores: vermelho, branco e marrom. Carrega com ela uma espada (o obé) e uma vassoura (eruquerê), para enfrentar a guerra e ao mesmo tempo limpar toda e qualquer energia adversária. Eparrei, Iansã!

- Nanã: Orixá que protege a terra, a lama. Deusa da sabedoria. Se não fosse a sábia Nanã com a sua vassoura, o ibiri, como a Terra seria varrida sem toda essa proteção? Suas cores são o branco, o marrom e o roxo. Saluba, Nanã!

- Omulu ou Obaluaê: Orixá da cura. Deus das doenças. Com o seu xaxará (vassoura), ele protege os homens contra todas as doenças. Veste branco, vermelho e preto. Atotô, obaluaê!!!

- Exu: Orixá mensageiro. Guardião dos caminhos. Ao contrário da visão preconceituosa que muitas pessoas têm sobre ele, Exu vem da mitologia iorubá como um Deus protetor das encruzilhadas e das ruas. Suas cores: vermelho e preto. Laroiê, Exu!!

 

Bem, pessoal! Como vocês puderam ver..as turmas do 4º ano conversaram sobre várias histórias interessantes! Para saber de mais coisas que aconteceram nas aulas, só a gente perguntando a cada um deles, não é mesmo? Vou convidá-los, para que eles contem algumas histórias que eles aprenderam, para vocês conhecerem, combinado? Um beeeijo e até mais!